Transparencia Eleitoral

Apoio Institucional

A Transparência Eleitoral Brasil, em conjunto com o Grupo LiderA – IDP e Grupo Ágora – grupo de estudos em Direito Eleitoral e Político da Faculdade de Direito – UFC, compõem o projeto “Observatório de violência política contra a mulher”. Trata-se de um grupo de pesquisadoras e pesquisadores que tem como objeto central a compilação de informações e acompanhamento de ações de combate e prevenção da violência política contra a mulher em todas as fases de seu desempenho na política, englobando o momento anterior à decisão de se candidatar; durante a sua candidatura e a sua eleição, assim como sua atuação parlamentar, tendo como recorte territorial o Brasil.

As pesquisas são distribuídas por eixo:

1) Eixo jurídico-comparado;

2) Eixo de dados empíricos;

3) Eixo de acompanhamento de eleições;

4) Eixo de acompanhamento parlamentar;

5) Recomendações.

@observatoriovpm

Observatório de Violência Política contra a Mulher

Campanha violência política de gênero existe!

A campanha “ Violência Política de Gênero Existe!” é um conjunto de ações de vídeo que mostram diversas formas de manifestação da violência política de gênero. O conteúdo foi produzido pelo Tribunal Superior Eleitoral em parceria com o Observatório da Violência Política contra a Mulher, composto pela Transparência Eleitoral Brasil, Instituto Brasileiro de Direito Parlamentar, Grupo LiderA/IDP e Grupo Ágora/UFC, em parceria com a Comissão Gestora de Política de Gênero do TSE e a Assessoria de Comunicação do Tribunal.
 
Veja os vídeos da campanha em suas edições:

1ª Edição

2ª Edição

3ª Edição

Notícias sobre o observatório de violência política contra a mulher

Correio Braziliense

Avanço no combate à violência política contra a mulher – Artigo publicado no jornal “Correio Brasiliense” de 06 de agosto de 2021, de circulação nacional. Disponível em:

Jornal da Advocacia

Observatório de Candidaturas Femininas da OAB SP firma parceria com o Observatório de Violência Política Contra a Mulher. Jornal da Advocacia de 13 de novembro de 2020. Disponível em:

ConJur

A CPI da Covid-19 e a invisibilidade da violência política de gênero. Artigo publicado na plataforma Conjur – Consultor Jurídico, o maior portal jurídico do Brasil. Disponível em:

Juventudes Iberoamericanas

El retraso del reconocimiento de la violencia política de género en Brasil. Artigo publicado na plataforma Juventudes Iberoamericanas, da Argentina. Disponível em:

TSE

TSE lança campanha “Violência Política de Gênero Existe”. Disponível em:

Rádio Agência Nacional

Lei de combate à violência política contra a mulher é sancionada – Entrevista concedida na “Rádio Agência Nacional”, de 05 de agosto de 2021, de transmissão em cadeia nacional. Disponível em:

TV Justiça

Sancionada lei que busca reduzir violência contra a mulher na política – Entrevista especial concedida ao Jornal TV Justiça de 05 de agosto de 2021, de transmissão em cadeia nacional. Disponível em:

Jota Info

Caminho ainda por trilhar: enfrentamento jurídico da violência política de gênero. Artigo de opinião publicado no Portal Jota em 10 de agosto de 2011. Disponível em:

Correio Braziliense

Ausência de mulheres na CPI da Covid-19: É preciso desnaturalizar a violência política de gênero. Artigo publicado no jornal “Correio Brasiliense” de 21 de maio de 2021, de circulação nacional. Disponível em:

Agência Câmara de Notícias

Observatório vai propor medidas para combater violência de gênero na política. Fonte: Agência Câmara de Notícias Disponível em: